domingo, 17 de maio de 2015

WIP - HELICÓPTERO AZUL


WIP é a sigla usada em língua inglesa para dizer "Work in Progress". No mundo dos colecionadores, dá para traduzir como "trabalho em andamento" ou "obra a concluir". É isto que apresento agora: um helicóptero azul da Guarda Costeira, exclusividade lançada pela TROL apenas no Brasil (código 23.71.8), que está em restauração já há um bom tempo aqui em casa – mas acredito firmemente que um dia ficará pronto!

Consegui a carcaça do helicóptero num site de leilão, a preço baixo. Veio com adesivos rasgados, esqui de pouso quebrado e peças faltando, mas sem arranhões. Após o tradicional banho com água e sabão, consertei a base com cola. Estou em busca dos rotores de topo e de cauda. Sei que eram brancos, mas diante da dificuldade de achá-los, terei de me contentar com peças de cor preta mesmo.

 

 

Na fase de recriação dos adesivos, tive a preciosa ajuda do colecionador Guilherme Santos (Macaé, RJ). Experiente no ramo do restauro de veículos Playmobil, ele também me deu dicas de como pintar as peças com spray branco, a fim de tornar o modelo mais parecido com o original. Agora preciso encontrar as peças, pintar e fotografar.

Fica a dica para quem curte brinquedos antigos: não os deixem parados na gaveta, quebrados e sujos. Um pouco de água e sabão, somados à boa-vontade de reparar peças (mesmo que sem muita habilidade, como no caso deste blogueiro) podem trazer essas preciosidades novamente à vida!

 



Helicóptero da Guarda Costeira em restauração
Helicóptero de la Guardia Costera en reparos
Playmobil Coast Guard helicopter in restauration


.

domingo, 10 de maio de 2015

ASTRONAUTAS ITALIANOS


Este post é dedicado aos heróis que ultrapassam os limites da Terra e conduzem a imaginação infantil ao espaço sideral. No universo Playmobil, eles nasceram em 1980, com a coleção Playmo Space, vendida em larga escala nos principais mercados da época. Eram astronautas e robôs em suas naves espaciais, com muitas peças brilhantes (cromadas) que infelizmente se descascavam com extrema facilidade.

Nestas propagandas europeias cedidas pelo colecionador Fernando Leite (RJ) é possível ver várias caixinhas da linha espacial, comercializadas pela marca italiana GIG. Aqui no Brasil, foram produzidas cerca de 20 caixas da TROL e outras cinco da fabricante Estrela. O detalhe é que a Estrela quebrou a monotonia de cores original e "carnavalizou" as espaçonaves com tons berrantes como amarelo, vermelho e preto.

Os anúncios aqui mostrados foram publicados em revistas em quadrinhos da década de 80, sobretudo no gibi do Topolino. Desses, o que mais me encanta é o cenário lunar com a nave em forma de disco voador, rodeada por outras espaçonaves. Tudo de uma época em que os publicitários colocavam a mão na massa para criar uma cena realista, em vez de gerar tudo em computador, como o fazem hoje.






Propagandas italianas da coleção Playmo Space
Publicidades italianas de Playmobil Espacial 
Italian adverts of PlaymoSpace 


.

quinta-feira, 30 de abril de 2015

SUPER 4 - ESTREIA


Depois de muitas idas e vindas não confirmadas na grade de programação do canal Boomerang, estreia nesta sexta-feira, dia 1º de maio, a série animada Super 4, que tem o Playmobil como protagonista. Já havíamos mencionado neste blog uma reportagem do jornal "Le Parisien" sobre o desenho, que entrou no ar em 2014 na França. Agora, faço uma breve resenha.

Vale lembrar que se trata de um produto voltado para a criançada (público-alvo de 5 a 9 anos) e, assim, serão poucos os adultos (ou mesmo adolescentes) que vão virar fãs. Este blogueiro teve oportunidade de assistir a três episódios – de um total de 52 – com 13 minutos cada, e os títulos, numa tradução livre, são “O casamento do príncipe”, “O rei sou eu” e “Vai nessa, Ruby!”. Todos começam sempre com uma rápida apresentação dos personagens principais, que depois gritam juntos “Super Four!”. Os protagonistas são:

- Twinkle (ou Etincelle na versão francesa, cuja tradução seria algo como Cintilante) é a fadinha romântica, falante e atrapalhada. Ao usar sua varinha de condão, sempre erra na primeira tentativa. Os mais antigos devem se lembrar do Presto, da Caverna do Dragão, aquele aprendiz de feiticeiro igualmente enrolado. Só que a Twinkle tem voz de menininha e vive flutuando de um lado pro outro.

- Ruby é a menina pirata cheia de atitude, toma a frente de tudo e nem sempre se dá bem, precisando assim da ajuda dos demais. No episódio “Vai nessa, Ruby!” ela participa de uma Corrida Maluca (epa! conheço esse desenho!) dirigindo um carro futurista que flutua/voa e, em certas horas, o desenho parece virar um videogame em primeira pessoa: muita ação, explosão e emoção. Mas sem mortes, pois todos os adversários são robôs.

- Gene é o agente secreto geek, carrega no pulso um monte de dispositivos eletrônicos que salvam o dia. Parece sempre entediado, não ri, não demonstra sentimentos e vive falando “Isso é ilógico” ou “Sua atitude não é racional”... Alguma semelhança com o vulcano Spock?

- Alex é o príncipe-cavaleiro medieval. Nos episódios “O casamento do príncipe” e “O rei sou eu”, vemos um pouco mais de sua família: seu pai (o rei idoso cujo trono é usurpado por um mago de feições orientais) e sua irmã (Leonor, uma princesa adolescente enfeitiçada por uma rainha-má que se veste de preto e tem chifre na cabeça – Malévola?). No fim das contas (ou do conto), a princesinha se livra do encanto e não casa com ninguém.

- Alien é um bichinho alienígena que entra mudo e sai calado em todos os episódios, mas serve como aquele ser “fofinho” que faz caras e bocas e se mete em confusões. É uma espécie de “urso de pelúcia vivo” da Twinkle.

Aqui no Brasil, o desenho passa todos os dias às 9h45, só para quem tem TV a cabo (canal Boomerang). A versão dublada em português pelo estúdio EtCetera tem as vozes dos atores Felipe Drummond (Alex), Julio Monjardim (Gene), Hannah Buttel (Twinkle) e Teline Carvalho (Ruby). Vale conferir!


Nova série animada Playmobil chega ao Brasil
Dibujo animado Super 4 llega a Brasil
Super 4 animated series now in Brazil



.
.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

ADESIVANDO


Decidi dar nova vida a dois dos meus caminhões clássicos, que estavam sem adesivos. São eles o Fire Truck (TROL 23.23.6) e o Police Truck (23.23.3). Juntos com o caminhão de obras cor de laranja (algumas fotos dele estão neste antigo post), eles formam a primeiríssima leva de "veículos pesados" fabricados pela TROL, logo assim que esta trouxe o Playmobil para o Brasil.

Como me faltavam os moldes originais na hora de confeccionar os novos adesivos, tentei relembrar o tamanho e o padrão das letras que vinham no brinquedo, mas admito que alterei as fontes. Além disso, o número 12 (originariamente estampado na lateral do caminhão de Polícia) virou 13, pois o considero um algarismo mais simpático.

Os adesivos foram refeitos de forma caseira: comprei uma embalagem de etiquetas tamanho A4 na papelaria da esquina e recriei num programa Word o desenho que queria. Depois disso, botei para rodar na minha impressora jato de tinta mesmo. O resultado está longe do rigor técnico demandado pelos colecionadores mais exigentes – mas saiu bem ao gosto deste blogueiro: simples e divertido, como deve ser toda brincadeira que nos remeta à infância.




 



Caminhões clássicos com adesivos refeitos de forma caseira
Camiones clásicos con pegatinas recreadas en casa
Classical Playmobil trucks with homemade stickers


.

terça-feira, 7 de abril de 2015

CHAVEIRO TROL - BANQUEIRO


Retomo o tema dos chaveiros Playmobil da TROL, iniciado no post sobre o xerife do Velho Oeste. Uma vez mais, chegou às minhas mãos um raro chaveirinho, dessa vez do banqueiro vermelho e preto, com cartola cinza. Da mesma forma que o item comentado anteriormente, ele também não me pertence: é de um amigo espanhol que achou a peça aqui no Brasil e pediu meu auxílio para intermediar a compra.

Claro que, antes de enviá-la pelo correio, decidi tirar uma casquinha e algumas fotos para este blog. Pelo que me informei, a peça jamais foi vendida em lojas: era gratuitamente ofertada como brinde às crianças que mandassem para a fábrica uma cartinha (na era pré-internet...) propondo ideias, sugestões ou até mesmo queixas. É possível que alguns chaveirinhos tenham sido distribuídos também a lojistas e parceiros comerciais da TROL, e acabaram nas mãos de colecionadores.

O fato é que o bonequinho de 7,5 centímetros vem com o logotipo da fabricante no peito e nos pés, e reproduz todos os movimentos do Playmobil original. Outras figuras icônicas dos anos 70 também foram transformadas em chaveiro, como o já citado xerife, o policial e o mexicano amarelo. Quem sabe, um dia, estas peças também cheguem até este blogueiro...


 


Banqueiro do Velho Oeste em formato de chaveirinho
El banquero del Oeste convertido en llavero por TROL 
The Western banker was a TROL giveaway keychain



.

terça-feira, 31 de março de 2015

WESTERN SPAGHETTI


O título deste post presta uma homenagem ao gênero cinematográfico de muito sucesso nos anos 60 e 70, também chamado de bangue-bangue à italiana. Mas como o blog não é sobre a sétima arte, e sim sobre Playmobil, a alusão ao Western Spaghetti serve de pretexto para ilustrar esta página com uma dezena de fotos de propagandas antigas, todas produzidas na Itália, com o tema Velho Oeste.

Confesso que a coleção Faroeste, até hoje, é a minha preferida entre todas já lançadas pelo Playmobil. Revendo os anúncios, relembro das caixinhas vintage feitas pela TROL, algumas das quais apresento no blog Playmoboxes. Ressalto que as peças publicitárias pertencem ao amigo colecionador Fernando Leite, a quem agradeço a cessão do material e a possibilidade de "viajar" no tempo. Vamos curtir?


 

 


 


Antigos anúncios italianos sobre o Faroeste Playmobil
Antiguas publicidades italianas con el tema del Oeste
Vintage Italian advertisement of Western Playmobil


.

sexta-feira, 20 de março de 2015

RÉPLICAS DE CAIXAS


Recebi de um colecionador de brinquedos as fotos que ilustram este post. São réplicas de caixas Playmobil feitas por ele mesmo. Na falta de embalagens originais da TROL para guardar os bonecos que restaram da infância, o amigo (que prefere não se identificar) decidiu fabricar as próprias caixinhas.

O colecionador conseguiu o scan de caixas originais de 1-Clicky, que serviram como molde. Em seguida, levou os arquivos digitalizados a uma gráfica e imprimiu tudo em papel-cartão. Não tive acesso às caixas "ao vivo", mas pelas fotos podemos ver que as cópias estão perfeitas: aliás, foram reproduzidas até mesmo as imperfeições das embalagens originais, como pequenos rasgos e rabiscos. Segundo ele, as cores saíram um pouco mais escuras que o padrão, mas o resultado geral foi bastante satisfatório.

Acredito que os colecionadores mais puristas não se interessem tanto por réplicas. E o amigo que as fez já adianta: não vende, nem troca as caixinhas. Apenas as recriou por diversão. No entanto, aqueles que querem resgatar a infância por completo – não só o brinquedo, como também a embalagem – têm aqui um bem-sucedido exemplo de faça-você-mesmo.


 


Cópias perfeitas de caixas Playmobil antigas
Réplicas de antiguas cajas Playmobil
Clones of old Playmobil boxes



.

terça-feira, 10 de março de 2015

NAVE PLAYMOSPACE


No fim de 2011, adquiri a nave espacial PlaymoSpace – um belo disco voador conhecido pelos colecionadores como "pipoqueira", devido a seu formato peculiar. Ela chegou até a mim através de uma troca por carrinhos Matchbox. Desde então eu procurava a respectiva caixa para guardá-la. Minha busca terminou somente agora, mais de três anos depois.

Consegui trazer a caixa TROL 23.56.3 por um preço "de mãe para filho" a partir de uma vendedora que leu (e acho que ainda lê) meu blog. Diga-se: comprei a embalagem vazia, sem conteúdo. As dimensões aproximadas são 31 por 31 com 17 centímetros de altura.

O modelo original da Geobra foi lançado na Alemanha em 1980 e chegou ao Brasil logo depois, assim como boa parte da linha PlaymoSpace. Admito que essa coleção nunca mexeu muito comigo: tenho poucos astronautas e naves do tema. Mas agora eles não ficarão mais perdidos no espaço, pois já tenho onde acondicioná-los: dentro de uma bela e original caixa azul da TROL.



Uma grande caixa Playmospace, da TROL
Una caja grande de PlaymoSpace, de TROL
A big Playmo Space box made in Brazil by TROL


.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

MINIEXPOSIÇÃO RIO 450


Abrindo as atividades do Fórum PlayBrasilmobil em 2015, os colecionadores fazem a festa no Centro Cultural Unisuam. Entre os dias 4 de março e 3 de abril, os bonecos Playmobil participam da exposição "Rio 450" com duas vitrines essencialmente cariocas.

O primeiro diorama retrata um dia na praia, com bonequinhos se divertindo na areia, no mar e no calçadão. Tem mamães com bebês, atletas de fim de semana, meninas de biquíni, ciclistas e patinadores. O outro cenário apresenta um desfile de bloco de carnaval com fantasias típicas do universo Playmobil: piratas, palhaços, índios, reis e rainhas unidos na folia de rua, celebrando o verdadeiro espírito do samba.

A exposição "Rio 450" também inclui quadros de paisagens cariocas pintadas com os pés e com a boca, de autoria de diferentes artistas. A mostra é gratuita e fica aberta de segunda a sexta, das 9h às 21h. Aos sábados, a visitação é de 8h ao meio-dia. O Centro Cultural Unisuam fica na Avenida Paris, 72, em Bonsucesso, Zona Norte do Rio de Janeiro.

 


Miniexposição Playmobil no campus da SUAM
Miniexposición de Clicks en universidad de Río
A little Playmobil exhibitin on a university campus


 .

domingo, 15 de fevereiro de 2015

PROPAGANDAS ITALIANAS


Um amigo colaborador deste blog adquiriu este ano um conjunto de propagandas italianas das décadas de 1970 e 80, bem no início da história do Playmobil. Na Itália, os bonecos foram fabricados pela empresa GIG sob licença da Geobra – até que, perto dos anos 90, a matriz decidiu concentrar toda a produção na Alemanha.

As peças publicitárias vinham nas revistas em quadrinhos infantis. Infelizmente, não temos a fonte (qual revistinha?) nem a data de publicação dos anúncios (quando saíram?). Acredito que tenham sido retirados da revista Topolino, a qual já citei aqui no blog. Pesquisando pela internet, consegui ter uma noção do ano, e coloquei entre parênteses a possível data.

Apesar do capricho nos cenários e cores, me chamaram a atenção alguns detalhes. No anúncio do circo (1982), o palhaço está batendo o bumbo com uma colher de pau! Já na propaganda dos soldados do Velho Oeste (1987), o letreiro que indicaria o nome do Forte Randall ostenta apenas um logotipo, sem nome nenhum. Na terceira publicidade (1982), a lancha da Polícia não tem uma pecinha muito procurada pelos colecionadores: o sino de metal que fica junto à cabine. Por fim, na última propaganda (sem data, mas creio que seja a mais antiga), a câmera da TVI que filma os carrinhos de kart está incompleta: sem lente e sem visor.

Agradeço a gentileza do colecionador Fernando Leite em me ceder os anúncios. Em breve, vou postar um pouco mais dessas belezuras italianas. Arrivederci!




Propagandas italianas: consegue achar os errinhos?
Publicidades de Italia: ?Percibes pequeños equivocos? 
Old Italian advertisements: Can you see something out of order?


.